Primeira Meditação: Egoísmo e Generosidade

Para Shahar contribuir para a felicidade de outras pessoas nos proporciona significado e prazer, o que faz dessa ação um dos componentes essenciais de uma vida feliz.

Ele traz um olhar que difere das crenças que consideram que para um ato ter valor ele precisa ser desprovido do interesse pessoal. Para Shahar, ajudar a nos mesmos e aos outros estão ligados.

Quanto mais ajudamos os outros, mais felizes somos, e quanto mais felizes somos, mais propensão temos para ajudar o outro.

Pesquisas realizadas por Barbara Fredrickson sugerem que as emoções positivas ampliam nossa atenção, o que possibilita que quando estamos felizes deixamos de nos concentrar em nós mesmos para nos concentrar nas necessidades e desejos dos outros - pessoas felizes são mais generosas.

A prática de meditação sobre a generosidade

Pesquisas realizadas revelam os efeitos profundos de uma meditação regular. Escolha um lugar sossegado, sente-se de forma confortável, com as costas e o pescoço direitos. Podem fechar os olhos ou mantê-los abertos. Entre num estado de calma respirando profundamente (preenchendo o espaço do diafragma com cada inspiração) e libertando devagar o ar através do nariz ou da boca.

Procure perceber o seu corpo e se uma determinada parte estive tensa, dirija a sua atenção para essa área, para descontrair. Pelo menos por 5 ou até 20 minutos, concentre-se na sua respiração lenta e profunda. Se perderem a concentração e a mente começar a divagar, tragam-na calmamente para a respiração novamente.

Pense numa época em que teve um comportamento generoso para com outra pessoa e se sentiu admirado por ele. Agora observe com a sua mente a reação dessa pessoa pelo seu ato. Saboreie-a. Tenha consciência dos seus próprios sentimentos.

Agora pense numa oportunidade futura na qual possa estar sendo generoso com o outro. Exemplo: dando flores a alguém querido, ou lendo histórias para seu filho, etc. Sinta a felicidade profunda que pode acompanhar cada um dos atos de generosidade. Repita regularmente essa meditação.

Lembre-se estudos indicam que para adquirir um novo hábito é importante criar rituais e praticá-los, no início pode ser difícil, mas com o tempo (normalmente 30 dias) ele se torna uma prática natural para você.

Fonte: Aprenda a Ser Feliz: O curso de felicidade de Harvard, por Tal Ben-Shahar, pg. 133-135

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

SIGA-NOS:

Presença - Desenvolvimento e Coaching | Rua Goiás, 877/102 | Londrina | Cep: 86010-460

Telefone: (043) 3323-4541 | (043) 9967-0456 | (043)9951-9950

presenca@apresenca.com.br

  • s-facebook
  • Twitter Metallic